PUBLICIDADE
Topo

Histórico

Categorias

Fez o gol que selou o rebaixamento do time do coração e vibrou muito

Bolívia ZIca

13/12/2019 12h49

Seria este o cúmulo do profissionalismo? Ué, mas o seu trabalho não é fazer gols? Se foi contra o time que ele torcia na infância ou não, tanto faz. Se foi o gol que decretou o rebaixamento desse time, sinto muito, fazer o quê?

Foi exatamente o que aconteceu em dezembro de 2007. Jonas jogava pelo Grêmio. Na última rodada, o tricolor gaúcho recebeu o Corinthians no antigo estádio Olímpico. O time paulista precisava ganhar para não cair. O jogo foi 1 a 1. Gol de quem? "Minha família toda estava presente no estádio e a maioria é corinthiana. Antes de começar, fizeram uma reunião comigo para falar da importância do jogo, que todo mundo estaria assistindo. Fiz o gol e até hoje sou cobrado por isso. Mas não deixo de ser corinthiano!".

Jonas conta que era torcedor fanático do Timão em Taiúva, cidade do interior de São Paulo, onde cresceu. "Eu tinha bandeira da Gaviões da Fiel e tudo. Quando o Corinthians era campeão, rolava carreata na cidade e eu era o primeiro carro junto com meu pai e meus irmãos". E foi justo esse molequinho que martelou o último prego no caixão alvinegro. Que coisa. "Acho que eu exagerei um pouco na comemoração do gol", ele confessa, dando risada. "Mas se tem um clube que eu gostaria de ter jogado, esse é o Corinthians".

Depois de ser artilheiro do Campeonato Brasileiro pelo Grêmio, o atacante fez dupla com o espanhol Soldado no Valencia e depois foi a Portugal para se tornar um dos grandes artilheiros e ídolos da história do Benfica.

A resenha completa com o Jonas você confere aqui no Bolívia Talk Show!

Sobre o Autor

Jornalista de formação, amante do futebol por paixão e corneteiro por vocação. Apresentador do canal Desimpedidos. Comanda o Bolívia Talk Show.

Sobre o Blog

As opiniões do personagem não refletem necessariamente a opinião do homem por trás da máscara. Mas quase sempre sim.

Bolívia Zica