Topo
Blog do Bolívia

Blog do Bolívia

Categorias

Histórico

Carille ainda está tranquilão. Jardine não.

Bolívia

11/02/2019 13h01

Vamos falar a real: futebol por futebol, o que o Corinthians vem apresentando não é muito diferente do que o São Paulo está jogando. Mas enquanto o bicho tá pegando pros lados do Morumbi, o clima no Corinthians é tranquilo.

Claro que a vitória contra o Palmeiras, ainda mais no Allianz Parque, manteve o ambiente suave com torcida, imprensa e dirigentes. Ganhar o clássico contra o primo rico, na casa dele, é praticamente um Rivotril. Acalma e segura a ansiedade. Já o São Paulo perdeu o clássico que jogou tomando um baile do Santos e ainda levou dois cocos na Argentina, pela Pré-Libertadores.

Na próxima quinta-feira, contra o Racing, é a vez do Corinthians ter o desafio do ano até aqui. E que fique ligeiro, porque o adversário é bem mais qualificado do que o modesto Talleres. Da mesma forma que a Libertadores é a musa do baile do Tricolor em 2019, a Copa Sul-Americana é a do Coringão. E ser eliminado no primeiro confronto seria um desastre para ambos.

A grande diferença é a moral que o Carille tem. De novato, passou rapidamente à prateleira dos melhores técnicos do Brasil ao ganhar, principalmente, o Brasileirão com um elenco que ninguém dava nada. Diretoria e torcida confiam muito no trabalho dele. Por isso o mau futebol, os erros na defesa, as derrotas para times do interior e o perigo da eliminação na Copa do Brasil logo na primeira rodada ainda não abalaram. Pobre André Jardine, que é o novato que ainda não ganhou nada e ainda conta com a impaciência de uma torcida acostumada com grandes títulos, mas que há muito tempo não vê a cor da taça.

Carille conta com bônus pela moral Foto: Daniel Vorley/AGIF

Carille precisa urgentemente botar em prática sua grande especialidade, que é ajeitar o sistema defensivo. Bola alta na área é um Deus-nos-acuda. O meio-campo foi o setor que mais ganhou reforços, mas também não andou, nem pra proteger a zaga, nem pra criar jogadas ofensivas sem depender apenas do Gustavo, que voltou mais Gustagol do que nunca.

Jardine sofre muita pressão Foto: Marcello Zambrana/AGIF

Jardine precisa dar um jeito de mobilizar o grupo, dar um choque de motivação. Hernanes tem sido, nos últimos anos, uma ilha de excelência cercado de incompetência por todos os lados. Só ele parece sentir e jogar como é necessário. Os outros jogadores mais rodados precisam chamar a responsa nessas horas. Nenê, Diego Souza, Jucilei e até o Hudson podem render mais. Se não é na velocidade, é na base da experiência e da liderança pra reverter o péssimo resultado que trouxe de Córdoba.

Enfim, não importa como, mas São Paulo e Corinthians não têm outra opção – é passar ou passar pelo primeiro grande desafio, senão já vai dar aquela broxada antes mesmo do Carnaval!

 

 

Sobre o Autor

Jornalista de formação, amante do futebol por paixão e corneteiro por vocação. Apresentador do canal Desimpedidos. Comanda o Bolívia Talk Show.

Sobre o Blog

As opiniões do personagem não refletem necessariamente a opinião do homem por trás da máscara. Mas quase sempre sim.

Mais Blog do Bolívia